Um guia essencial para radiologia médica

A radiologia médica se concentra em imagens para fins de saúde. Normalmente, essa tecnologia é usada por radiologistas, radiologistas, engenheiros biomédicos, ultrassonografistas, físicos médicos e enfermeiras.

A radiologia desempenha um papel fundamental no atendimento médico por uma ampla gama de razões. É uma ferramenta de diagnóstico para inúmeras condições de saúde e ajuda a monitorar o tratamento. A radiologia também é útil para prever resultados médicos específicos.

Tornou-se uma ferramenta crucial para as instituições de saúde devido às suas modalidades de imagem de última geração. Hoje, hospitais, clínicas e outras instituições de saúde dependem fortemente de radiologistas. Os profissionais de saúde precisam de testes precisos para diagnosticar o problema e fornecer o tratamento adequado.

O que é Radiologia Médica?

Em geral, a radiologia é um ramo da medicina que se concentra no uso de material radioativo ou energia radiante para diagnosticar e tratar diferentes condições de saúde. Existem dois tipos principais de radiologia médica, como radiologia diagnóstica e intervencionista.

Radiologia Diagnóstica

A radiologia diagnóstica ajuda os médicos, radiologistas e enfermeiras a ver as estruturas dentro do corpo. Os radiologistas de diagnóstico são indivíduos qualificados que podem interpretar com precisão essas imagens médicas.

Essas imagens são úteis para diagnosticar a causa dos sintomas de um paciente, monitorar a resposta do corpo a um tratamento específico e fazer a triagem de várias doenças, como doenças cardíacas, câncer de cólon e de mama.

Os tipos comuns de exames de radiologia diagnóstica incluem fluoroscopia, tomografia computadorizada, mamografia, medicina nuclear, raios-x, tomografia por emissão de posição e ultrassom.

Radiologia intervencional

Ele se concentra no uso de ressonância magnética, tomografia computadorizada, ultrassom e fluoroscopia para ajudar a orientar os procedimentos médicos. As imagens médicas produzidas por essas modalidades auxiliam os profissionais de saúde em diversos procedimentos, incluindo a inserção de cateteres, fios e outros instrumentos no corpo.

A pesquisa mostra que a radiologia intervencionista também é útil para cirurgiões que realizam cirurgias minimamente invasivas que requerem incisões menores. Os profissionais de saúde podem usar a radiologia para diagnosticar e tratar doenças em todas as partes do corpo sem olhar para dentro do corpo diretamente por meio de uma luneta.

Na maioria das vezes, médicos e cirurgiões procuram ajuda de radiologistas intervencionistas para tratar tumores, cânceres, bloqueios arteriais e venosos, dores nas costas, problemas renais, problemas hepáticos, etc. Por exemplo, um exemplo comum de procedimento de radiologia intervencionista é um tratamento de câncer que inclui a embolização de tumores por meio da quimioembolização.

A radiologia intervencionista pode ajudar a agilizar o procedimento de angiografia, angioplastia e substituição de stent. Também ajuda na embolização para controlar o sangramento, bem como fornecer suporte em vertebroplastia, biópsias agulhadas, biópsias de mama, colocação de tubo de alimentação e colocação de cateter de acesso venoso.

Breve História da Radiologia Médica

O conceito de radiologia médica começou na última década de 19º século. Wilhelm Rontgen, um professor alemão de física inventou o primeiro raio-X em 1895. Os raios-X seguem o princípio de passar radiação ionizada pelo corpo e a projeção de imagens em uma placa fotossensível, que é colocada atrás dela.

A placa detecta anormalidades no corpo com base em diferentes densidades de tecidos. No início dos anos 1900, os cientistas descobriram que o uso de agentes de contraste farmacêuticos permite a visão de órgãos e vasos sanguíneos.

Os cientistas tentaram vários métodos até 1921, e foi quando Andre Bocage descreveu os princípios de mover o tubo de raios X e a placa em sincronização para obter imagens mais claras da estrutura em questão. O princípio foi chamado de “tomografia”.

Medicina nuclear

Algumas décadas depois, na década de 1950, os profissionais de saúde passaram a usar a medicina nuclear como forma de detectar patologias no organismo. O método exigia que os profissionais de saúde infundissem o paciente com radionucleotídeos. Esses nucleotídeos se combinam com compostos farmacêuticos e chegam às células ativas.

Uma câmera gama foi usada para registrar essas imagens. Os radionucleotídeos permitiram aos médicos detectar problemas de saúde mais cedo do que outros testes. A medicina nuclear foi uma grande contribuição para a área médica.

Tecnologia Sonar

Na década de 60, os profissionais de saúde começaram a usar a tecnologia de sonar. Anteriormente, essa tecnologia foi usada durante a Segunda Guerra Mundial para detectar navios inimigos. A tecnologia de sonar requer a transmissão de ondas sonoras de alta frequência por meio de uma sonda no corpo do paciente. As ondas sonoras voltam para a sonda e se convertem em pulsos elétricos que mostram imagens de profissionais de saúde em uma tela.

Tomografia Computadorizada

A tomografia computadorizada, também conhecida como tomografia computadorizada, foi desenvolvida na década de 1970. Sir Godfrey Hounsfield inventou a tecnologia de tomografia computadorizada em 1971. A tomografia computadorizada envolve a obtenção de uma série de imagens corporais e, em seguida, recompô-las com a ajuda de um computador para visualizar as estruturas internas do corpo.

Ressonância magnética nuclear

Embora a RMN tenha sido descoberta no final da década de 1930, os profissionais de saúde a utilizaram pela primeira vez em 1970. Na década de 1970, os cientistas publicaram estudos de pesquisa sobre difusão, relaxamento e troca intracelular de água, que levaram ao desenvolvimento da Imagem por Ressonância Magnética ou RM.

Raymond Damadian, um médico americano-armênio, publicou um artigo de pesquisa em 1971 que se concentrava na detecção de tumores no corpo vivo por meio de RMN. Damadian afirmou que o NMR pode diferenciar tumores de tecidos normais. Ele desenvolveu um aparelho para localizar tumores com varredura corporal. Damadian nomeia-o como conceito de NMR de foco (FONAR).

Imagem de ressonância magnética

A tecnologia de ressonância magnética foi desenvolvida na década de 1970. A tecnologia é baseada nos tempos de relaxamento magnético nuclear. A ressonância magnética usa forças magnéticas poderosas para examinar o alinhamento dos prótons nas células para identificar o problema com os tecidos do corpo do paciente.

De qualquer forma, os cientistas têm feito esforços substanciais para melhorar a radiologia desde as primeiras radiografias, feitas há mais de 120 anos. Hoje, os profissionais de saúde podem obter resultados diagnósticos mais precisos.

Usos da radiologia médica

A radiologia é um campo versátil que inclui várias tecnologias diferentes para visualizar o corpo humano. O objetivo principal é diagnosticar, monitorar e tratar problemas de saúde. Cada tipo de radiologia médica fornece informações diferentes sobre a parte do corpo que está sendo examinada ou tratada. Vamos falar sobre o uso da radiologia na área médica.

Radiografia

Os profissionais de saúde usam a radiografia para diagnosticar e tratar pacientes, registrando imagens do corpo. Essas imagens ajudam o médico a determinar a presença ou ausência de doenças, danos estruturais e objetos estranhos.

O procedimento envolve a passagem do feixe de raios-X pelo corpo. A estrutura interna absorve ou espalha os raios X e o padrão restante é transmitido para um detector para registrar uma imagem para avaliação posterior. Algumas aplicações da radiografia são:

  • Avaliações ortopédicas
  • Exames dentários
  • Exames de Quiropraxia
  • Gravação estática ou filme especial durante a fluoroscopia
  • Colocação de marcadores antes da cirurgia minimamente invasiva

CT

A tomografia computadorizada ou TC é um exame médico não invasivo que usa equipamento de raio-X especializado para desenvolver imagens transversais do corpo do paciente. Os médicos usam essas imagens para uma ampla gama de propósitos diagnósticos e terapêuticos.

A TC é uma ferramenta eficaz que pode ajudar o médico a diagnosticar anormalidades, traumas e doenças. Também é útil no planejamento e orientação de procedimentos intervencionistas. Além disso, é uma ferramenta médica essencial usada pelos médicos para monitorar a eficácia da terapia, como o tratamento do câncer.

É essencial usar esta ferramenta médica de forma adequada. Caso contrário, ele não fornecerá informações detalhadas sobre diagnóstico, tratamento e avaliação das condições de saúde em adultos e crianças. As tomografias fornecem imagens detalhadas e ajudam os profissionais de saúde a evitar a cirurgia exploratória.

Ressonância magnética

A ressonância magnética é uma ferramenta essencial que ajuda os médicos a produzir imagens das estruturas internas do corpo. Scanners de ressonância magnética usam campos magnéticos e energia de radiofrequência (ondas de rádio) para produzir imagens. O sinal vem principalmente dos prótons na água e nas moléculas de gordura do corpo.

Por exemplo, um exame de ressonância magnética envolve a passagem de uma corrente elétrica por fios enrolados que formam um campo magnético temporário no corpo do paciente. A máquina possui um transmissor que envia as ondas de rádio e um receptor que as recebe.

Além disso, essas ondas são usadas para produzir imagens digitais da área digitalizada do corpo do paciente. Normalmente, uma ressonância magnética dura de 20 a 90 minutos. Às vezes, os médicos usam agentes à base de gadolínio para alterar o contraste da imagem. Os agentes à base de gadolínio são metais de terras raras, administrados por via intravenosa no braço.

Fluoroscopia

A fluoroscopia é um procedimento avançado que mostra uma imagem de raios-X contínua na tela. O processo envolve a passagem de um feixe de raios X pelo corpo e a transmissão das imagens para um monitor para que o médico possa ver o movimento de uma parte do corpo.

Os profissionais de saúde usam essa tecnologia em uma ampla variedade de procedimentos para diagnosticar e tratar pacientes. Por exemplo, você pode usar raios-x de bário e enemas para visualizar com precisão o trato digestivo.

Além disso, um profissional de saúde pode usar essa tecnologia para inserção e manipulação de cateter. O objetivo é direcionar o movimento do cateter através do sistema urinário, dutos biliares e vasos sanguíneos.

Às vezes, os médicos podem usar a fluoroscopia para ajudar a colocar um dispositivo dentro do corpo do paciente, como stents para abrir vasos bloqueados ou estreitados. A fluoroscopia também é usada para a visualização de órgãos e vasos sanguíneos. É também utilizado na cirurgia ortopédica para orientar a substituição das articulações e o tratamento de fraturas.

Mamografia

A mamografia é outra ferramenta de imagem médica, que usa raios-x para produzir mamografias ou imagens da mama de um paciente. É a melhor ferramenta para capturar imagens das estruturas internas dos seios de uma mulher. Se feita corretamente, essa tecnologia pode os profissionais de saúde diagnosticar o câncer de mama em seus estágios iniciais.

Screen-film e full-field digital são dois tipos de imagem usados para mamografia. A mamografia com filme de tela envolve a passagem de feixes de raios X através da mama para um cassete que contém uma tela e um filme para produzir imagens.

Por outro lado, a mamografia digital de campo total envolve a passagem de feixes de raios-X através da mama da paciente para um receptor que recebe as ondas de rádio. Um scanner então converte as ondas em uma imagem digital e a envia para um monitor digital.

Vantagens da Radiologia Médica

A radiologia dinamizou profundamente o campo médico nas últimas três décadas. Com várias ferramentas que usam ondas de radiofrequência, os profissionais de saúde podem identificar com precisão lesões internas, condições de saúde e tumores em seus estágios iniciais. Isso, em particular, é útil para condições de saúde assintomáticas.

As técnicas e métodos de radiologia oferecem informações de forma confiável e rápida. Também melhorou drasticamente a imagem diagnosticada para melhorar os resultados de saúde dos pacientes. Graças às diferentes modalidades de radiologia, os profissionais de saúde agora podem alcançar melhores resultados.

  • Diagnóstico rápido e preciso

A radiologia permitiu que os profissionais de saúde tivessem uma imagem clara do que está acontecendo no corpo do paciente. A tecnologia oferece imagens precisas das estruturas internas do corpo que permitem ao médico compreender e tratar melhor uma condição de saúde específica.

Além disso, as técnicas de radiologia permitiram aos médicos prever a probabilidade de desenvolvimento de uma doença, como o câncer. Por exemplo, uma mamografia digital é uma ótima ferramenta para rastrear o câncer de mama em mulheres. Não é nenhuma surpresa dizer que a radiologia é uma ferramenta que salva vidas para milhões de pacientes em todo o mundo.

Além disso, a mamografia também pode detectar o câncer de mama 24 meses antes da formação de um tumor. Com essas informações detalhadas, um médico pode identificar e implementar com precisão um curso de tratamento adequado com base nos dados do paciente.

Lembre-se de que os avanços na radiologia tornaram tudo isso possível. Hoje, as instituições de saúde contam com radiologistas para agilizar seus procedimentos diagnósticos. Além disso, a radiologia ajuda os profissionais de saúde a tomar decisões informadas sobre o tratamento médico e procedimentos cirúrgicos.

Ele permite que os médicos avaliem a progressão de uma condição de saúde específica e determinem a gravidade do problema. Quando um médico conhece e avalia as imagens e informações obtidas por meio de técnicas de radiologia, ele pode escolher os tratamentos certos.

  • Diagnóstico e tratamento indolor

A radiologia é um procedimento não invasivo e indolor que produz imagens diagnósticas precisas. A maioria dos métodos usados por médicos e cirurgiões não requer nenhuma preparação especial. Por exemplo, um ultrassom usa o transdutor para produzir imagens.

É um procedimento diagnóstico confortável e indolor para obter imagens das estruturas internas do corpo. Durante a gravidez, o médico usa a tecnologia de ultra-som para ver o desenvolvimento do bebê.

Da mesma forma, é uma excelente ferramenta de diagnóstico para detectar anormalidades ou confirmar o desenvolvimento normal do bebê. O ultrassom é uma das melhores técnicas de radiologia para monitorar o feto no útero da mãe.

  • Cuidados de saúde acessíveis

As técnicas de radiologia não apenas ajudam o profissional de saúde a realizar a detecção precoce de doenças, mas também são úteis no tratamento preciso de problemas de saúde. Por exemplo, os médicos realizam testes de medicina nuclear para detectar doenças cardíacas antes que piorem e precisem de cirurgia.

Quando um médico detecta uma condição de saúde em seus estágios iniciais, ele reduz a probabilidade de se submeter a tratamentos intensivos, incluindo cirurgia. Todo mundo sabe que a cirurgia tem mais complicações e geralmente custa mais do que os tratamentos conservadores. Portanto, a radiologia é uma parte fundamental dos métodos de tratamento conservadores que podem reduzir significativamente os custos da saúde.

Desvantagens da Radiologia Médica

Radiologia é o uso de modalidades e procedimentos de imagem para produzir imagens do corpo humano. Essas imagens podem auxiliar os médicos a fornecer um tratamento adequado aos pacientes. Os médicos também usam métodos de radiologia para rastrear quaisquer problemas em andamento para ajudar nos planos de tratamento.

As técnicas de radiologia têm muitos benefícios, mas, ao mesmo tempo, também têm desvantagens. Um dos principais riscos associados à radiologia é o desenvolvimento de câncer induzido por radiação em algum momento posterior da vida. Também pode causar danos ao embrião ou feto em desenvolvimento.

Quando se trata de tomografias computadorizadas, o corpo do paciente é exposto a alguma radiação. Quando o corpo do paciente é examinado com mais frequência, ele fica exposto a mais radiação que pode causar danos significativos às estruturas internas, incluindo tecidos e células.

Os exames de ressonância magnética também abrangem grande parte do corpo, o que pode deixar os pacientes com claustrofobia desconfortáveis. Um scanner de ressonância magnética não permite que metais entrem na máquina, portanto, pacientes com certos implantes, como implantes mamários e marca-passos, não podem usá-los.

Além disso, o PET scan expõe o paciente à radiação, que pode causar câncer. No entanto, isso ocorre raramente. Os scanners PET não são adequados para mulheres grávidas porque há muita radiação que pode causar danos ao embrião ou feto em desenvolvimento.

Além disso, no ultrassom, algumas tampas de sonda possuem látex que pode causar problemas para pacientes com alergia. A ultrassonografia endoscópica pode causar inchaço, dor de garganta e até sangramento interno. Nas radiografias, alguns agentes de contraste podem levar ao desenvolvimento de câncer. Vamos resumir as desvantagens de outros métodos de imagem radiológica na tabela a seguir.

Tipo de RadiologiaDesvantagens
FluoroscopiaEle não fornece informações anatômicas detalhadas para uma variedade de tecidos.
SonografiaA ultrassonografia é altamente dependente de um operador. Produz imagens que requerem um ultrassonografista para interpretação. A ultrassonografia é igualmente cara que a radiografia.
Imagem de ressonância magnéticaNão é adequado para crianças menores de 7 anos porque o procedimento requer sedar a criança. O scanner também é barulhento. O médico também pode esperar por uma imagem de alta qualidade.
Tomografia computadorizadaPossui níveis de radiação mais elevados do que a radiografia. O procedimento geralmente requer contraste oral ou intravenoso. O tomógrafo é mais caro do que outros tipos de máquinas de radiologia.
Medicina nuclearA medicina nuclear usa uma alta dose de radiação e pode exigir contraste intravenoso. É uma tecnologia cara.

Palavras Finais

A radiologia médica moderna usa tecnologia de ponta para agilizar diagnósticos e tratamentos. Embora as técnicas de radiologia médica tenham muitos benefícios, como radiografia, tomografia computadorizada, fluoroscopia, etc., elas também apresentam algumas desvantagens. Os médicos são aconselhados a usar essas técnicas com cautela.

pt_PTPortuguese